Quais os Desafios Mais Comuns da Maternidade?

Postado por  //  5 de julho de 2013  //  Saúde  //  Nenhum Comentário

Especialistas garantem que existem determinados desafios da maternidade que todas as mulheres enfrentam, como por exemplo, problemas com amamentação, dilemas de trabalho, perder o excesso de peso adquirido com a gravidez, entre outros. Neste artigo veremos as melhores estratégias para lidar com cada um deles.

.

1. Desafio da Amamentação

Para a maioria das mulheres a amamentação pode ser um período muito difícil, especialmente se ela tiver algum problema de saúde. Nesse caso, ela até pode sentir-se bem, depois de muitas semanas, mas é preciso muito trabalho e prática para conseguir êxito. Com certeza, as mães muitas vezes sentem intensa pressão de seus médicos, amigos e familiares para cuidar de seu bebê.

E enquanto toda a comunidade médica recomenda o aleitamento materno devido aos benefícios que ele oferece a mãe e a criança, alguns especialistas incentivam as mulheres a manterem mamadeira como segunda opção, pois a coisa mais importante é que as mamadas sejam confortáveis tanto para ela quanto para seu bebê.

Alimentação

Alimentação

Em outras palavras: Se a mãe estiver sempre tensa ou frustrada enquanto está amamentando, não estará fazendo bem nem a ela, nem a criança.

Como lidar com este desafio da maternidade: se a amamentação não está indo bem, procure ajuda de um especialista ou de outra mãe que amamentou seus filhos, pois ela pode ter algumas sugestões que vão ajuda-la a amamentar melhor, ou pode auxiliar apenas lhe dando a certeza de que você está fazendo tudo certo, e que vai ficar cada vez mais fácil com o tempo.

Tenha o objetivo de ficar com o bebê na mesma posição no momento por pelo menos um mês, uma vez que pode levar algum tempo para obter o posicionamento adequado da criança. Depois disso, se você ainda se sentir frustrada, considere então, a mudança da maneira como se amamentando seu filho.

2. Desafio de Sentir Raiva do Marido

Raiva pode ser uma palavra muito forte. Mas muitas novas mães, que acabaram de gerir um bebê ao invés de querer ficar mais perto dos maridos para namorar, se sentem mal com a simples aproximação de seu marido.

Desafios

Desafios

Segundo especialistas, a mulher provavelmente vai pensar em se divorciar de seu marido, pelo menos centena de vezes durante esse primeiro ano, mas isso é totalmente normal. Ajustarem-se ao seu novo papel como pais adiciona uma quantidade enorme de estresse até mesmo à relação mais forte.

As novas mães podem sentir que seu marido não entende o quão difícil é cuidar de um bebê vinte e quatro horas por dia durame sete dias da semana. Elas podem se ressentir de ter de assumir a maioria dos trabalhos domésticos e cuidados com o bebê tarefas que elas achavam que seriam divididas de forma mais igualitária.

Os homens, por sua vez, sentem mais pressão do que nunca para terem sucesso em seu trabalho e sustentar financeiramente sua família. Portanto, não é à toa que o humor entre o casal muitas vezes se transforma, ficando mais morno, distorcido, ou nada romântico.

Imagem de Amostra do You Tube

Como lidar: Primeiro de tudo, perceba que o seu cônjuge, na maioria das vezes, está provavelmente fazendo o melhor que pode. Em segundo lugar, reconhecer que cuidar de uma criança é muito difícil e que vai mudar temporariamente seu relacionamento com seu marido. A partir daí, a coisa mais importante a fazer é falar sobre o que a está incomodando.

Deixe o seu marido saber que você precisa dele, afinal, ele não pode ler sua mente. Se, por exemplo, você realmente sente que está sobrecarregada fazendo toda a limpeza e cozinhando, não fuja do assunto: Sente-se com ele e faça uma lista do que cada um de vocês poderia fazer.

Às vezes, basta que o seu marido faça o jantar à noite para que você tenha durma mais cedo e melhor, ou pedir-lhe para lavar a roupa uma vez por semana, pode fazer toda a diferença.

3. Desafio de se Sentir Gorda

Infelizmente, se você não tiver uma babá em tempo integral e um personal trainer, pode levar algum tempo para o seu corpo voltar a ser como era antes da gestação. Segundo especialistas, as mães que perdem o peso de imediato são a minoria. A maioria das mulheres demora pelo menos um ano para voltar ao peso que tinham antes de engravidar.

Imagem de Amostra do You Tube

Mesmo aquelas que conseguem perder alguns quilos rapidamente podem ficar chocadas ao descobrir que seu corpo se transformou de outras maneiras. Por exemplo, de repente, você tem varizes, os quadris são mais largos, e seu cabelo está caindo, entre outros problemas.

Como lidar: Lembre-se que os quilos extras adquiridos na gravidez servem a um propósito importante: ajudar a armazenar a energia e gordura que a mulher precisa para amamentar com sucesso.

É bom para emagrecer, começar a inserir um pouco de exercício em sua programação quando você puder, mas tente não ficar focada em perder peso o tempo inteiro.

Caminhar com seu bebê no carrinho de criança é uma ótima maneira para fazer uma atividade física leve e aliviar o estresse. Finalmente, dê ao seu marido um pouco de crédito. Ele provavelmente não vai nem perceber sobre os quilos extras ou estrias, pois só quer que vocês dois se unam como um casal.

4. Desafio Sobre Não Saber o Que Fazer Sobre o Trabalho

Para muitas mulheres, a decisão de voltar ao trabalho depois de ter um filho não é um muito difícil: a sua família pode precisar de seu salário para sobreviver, ou pelo menos pagar por todas as fraldas do bebê.

Mas para as mulheres que têm uma escolha, voltar para o trabalho ou tornarem-se donas-de-casa, a decisão pode ser um angustiante, e a maioria continuará a se perguntar por muito tempo se elas fizeram a escolha certa.

Ficar sozinha durante todo o dia com um bebê pode fazer com que a mães ser isolem, e descubram que elas perderam seu grupo de colegas de trabalho, e estão desatualizadas com a nova estrutura do trabalho oferecido.

Ao mesmo tempo, as mães que trabalham muitas vezes se sentem sobrecarregadas, sentindo culpa porque elas não estão com seus filhos em todos os momentos.

Como lidar com esse desafio: a mulher deve tentar se relacionar com outras mães que estão tendo os mesmos problemas que ela. Além disso, elas podem dar a si mesmas um prazo de um ano. As mulheres pensam que uma vez que elas decidem, elas têm que manter a mesma escolha para o resto de suas vidas, o que simplesmente não é verdade.

As pessoas de uma maneira geral, devem sempre lembrar-se, que sempre podem decidir sobre as coisas que não estão funcionando bem em suas vidas, e a partir daí promoverem uma mudança.

A mulher também pode considerar a possibilidade de pedir ao seu empregador um horário de trabalho flexível, ou procurar por oportunidades de trabalho de meio-período que vão dar-lhe a chance de não largar sua carreira totalmente, e ainda ter um tempo para ficar com seu bebê.

Salete Dias

.

Deixe um Comentário

comm comm comm