Dieta na Gravidez

Postado por  //  12 de maio de 2011  //  Alimentação  //  Nenhum Comentário

A boa alimentação na vida de uma mulher não é tão importante quanto durante a gravidez. As necessidades de calorias aumentam 15%, a grávida precisa planejar bem a sua alimentação para atender suas necessidades, pois a necessidades de alguns nutrientes mais do que dobra.

Deve ser planejada durante o pré-nata, uma alimentação que satisfaça todas as necessidades nutricionais da mulher e do bebê. Mulheres magras demais têm bebês com baixo peso, e mulheres acima do peso possuem maior risco de ter diabetes gestacional e terem filhos com excesso de peso, os bebês que nascem grandes ou pequenos demais têm sérios problemas, como distúrbios respiratórios.

Peso Ideal Durante a Gravidez

Dieta na Gravidez

Dieta na Gravidez

Uma mulher com uma gravidez normal o peso recomendado para ser ganho é de 11 a 16 kg aproximadamente. As mulheres que estão abaixo do peso podem precisar engordar até 18 kg, e as que estão acima do peso é aconselhável a não engordarem mais do que 6,8 a 11 kg. Mulheres obesas não devem tentar perdem peso durante a gravidez, pois poderiam expor o bebê a diversos riscos.

A maioria das mulheres não engorda nada nos primeiros três meses. Após este período, uma mulher saudável com peso ideal antes de engravidar deve ganhar em média meio quilo por semana, as mulheres que estavam abaixo do peso ao engravidar devem ganhar um pouco mais, e as que estavam acima do peso devem ganhar peso mais devagar.

Orientação Nutricional

Saudável

Saudável

A maioria das mulheres precisa adicionar aproximadamente 300 calorias a sua alimentação diária para manter um crescimento fetal saudável, principalmente nos últimos dois trimestres (6 meses).Essa quantidade é relativamente pequena, embora digam que a mulher tem que comer por dois.A mulher que dobra a quantidade do que come, ganhará peso em excesso.Entre os alimentos adequados para adicionar as 300 calorias estão 2 ½ xícara de leite desnatado, um sanduíche preparado com 85 g de peito de frango magro, ou um ovo e duas torradas.

Uma Mulher Frávida Precisa :

Cardápio

Cardápio

• Diariamente consumir 25g de Proteínas a mais, que corresponde a 1 ½ copo de leite(12 g de proteína) e 60 g de carne cozida (14 g de proteína).Alguns estudos afirmam que o excesso de proteína pode ser prejudicial ao feto, causando um retardo de crescimento ou parto prematuro.Ao comprar alimentos ricos em proteínas,procure sempre carne magra, aves e peixe,que são uma boa fonte de vitamina B, ferro e outros integrais.

• Consumir por dia 1.000 mg de Cálcio.Leite desnatado e laticínios são as melhores fontes.Outros alimentos ricos em cálcio são, sardinha, tofu,salmão enlatado com espinhas, soja fortificada e bebidas à base de arroz, nozes e sementes, e verduras verde-escuras.Beber uma xícara de leite representa tomar aproximadamente 300 mg de cálcio por dia, praticamente 1/3 da ingestão recomendada de 1.000 mg.Se a pessoa for fanática por leite, então consegue praticamente a quantidade de cálcio correspondente a uma xícara de leite bebendo uma xícara de bebida à base de soja ou arroz fortificados, 2 xícaras de feijão cozido, 115 g de salmão enlatados com espinhas, 7 sardinhas, 3 xícaras de brócolis cozido, 2/3 de xícara de tofu, ¾ de xícara de amêndoas ou 2 ½ de xícara de soja.também são ótimas fontes de cálcio, acelga, couve e outras hortaliças.

• Ferro, a necessidade praticamente dobra, passando de 18 mg para 27 mg por dia.É necessário tanto assim, por que o volume do sangue da mulher dobra, e também por que o feto precisa armazenar ferro para usar durante os primeiros dias de vida.Mesmo uma alimentação bem balanceada oferece no máximo de 12 a 15 mg de ferro por dia, e se as reservas de ferro de uma mulher grávida estiverem baixas no início da gravidez,ela poderá ter anemia.

• Carne vermelha, peixe, aves, pães e cereais enriquecidos, legumes, ovos, frutas secas e hortaliças verde-escuras, são alimentos ricos em ferro.O ferro heme vindo de produtos de origem animal é mais rapidamente absorvido do que o ferro não-heme dos vegetais e dos ovos.A absorção do ferro não-heme pode ser potencializada, se consumirmos alimentos ricos em ferro junto a outros que contenham alto teor de vitamina C, com suco de laranja.

• O Ácido Fólico ajuda a prevenir defeitos congênitos, principalmente os que envolvem o cérebro e a medula espinhal, como a espinha bífida (uma doença em que a espinha não se forma normalmente).Calcula-se que de 50 a 70% desses defeitos poderiam se evitados ser as mulheres em idade de ter filhos tomassem ácido fólico.

• A ingestão diária recomendada(IDR) é de 240 mcg(microgramas) de ácido fólico para mulheres que não estão grávidas, e aumente para cerca de 360 mcg durantes a gravidez e depois volta a cair para aproximadamente 300 mcg durante a amamentação.Muitas mulheres, principalmente as que tomavam pílula anticoncepcional, tem baixos níveis de ácido fólico.As boas fontes de ácido fólico são leguminosas, suco de laranja, lentilha, ervilha, feijões, aspargos, fígado, farinha fortificada e macarrão.

• O Sódio, antigamente as grávidas eram aconselhadas a reduzirem o sal, por que se acreditava que ele aumentava o risco de toxemia (doença que pode ser fatal). Porém, não existe evidência de que a restrição de sal previna ou alivie a toxina, pelo contrário, a necessidade de sódio aumenta durante a gravidez, na maioria dos casos, entretanto, não é necessário consumir sódio adicional

• A Cafeína consumida de 150 mg por dia,por mulheres grávidas,faz com que haja um risco maior de causar um aborto espontâneo e bebês de baixo peso, isso foi descoberto em um estudo recente.Mas outros estudos não consegueiram estabelecer nenhuma relação entre o consumo de cafeína e defeitos congênitos ou nascimentos prematuro.

• Adoçantes artificiais se usados com moderação, não são prejudiciais a gravidez, acreditam-se a maioria dos especialistas. Estudos bastante abrangentes sobre o aspartame sugerem que é seguro e pode ser usado durante a gravidez, a não ser que a mulher tenha fenilcetonúria. A sacarina pode atravessar a placenta, mas não existem provas de que prejudique o feto. O acesulfame-K e a sucralose atravessam o trato digestivo e são excretados sem qualquer alteração, e não foram comprovados quaisquer efeitos tóxicos.

Abuse

• Carne magra, aves, peixes, feijões, lentilha e ovos por conterem proteína e ferro;
• Leite e derivados, sardinha enlatada, salmão(com espinhas) e outros alimentos com alto teor de cálcio;
• Frutas cítricas, verduras escuras, legumes, grãos integrais, e fibras fortificadas por conterem ácido fólico.

Controle

• Alimentos gordurosos;
• Sobremesas com muito açúcar e balas;
• Café e outras bebidas com cafeína.

Evite

• Fumo, álcool( mulheres que bebem durante a gestação, podem ter filhos com síndrome alcoólica fetal e os bebês pode ter uma série de defeitos congênitos,inclusive retardamento mental);
• Qualquer remédio, exceto os receitados pelo médico.

Para Melhorar a Sensação de Náusea e Diminuir os Vômitos:

• Coma cereais, biscoitos ou torradas secas antes de sair da cama;
• Evite alimentos gordurosos, fritos ou muito condimentados;
• Em vez de fazer três grandes refeições, faça diversas refeições ao longo do dia;
• Para aliviar a náusea, chupe ou mastigue gengibre cristalizado;
• Tente usar pulseiras de acupuntura que evitam o enjôo durante viagens;
• Peça para alguém preparar as refeições, se o cheiro da comida provocar náusea.

Deixe um Comentário

comm comm comm